Banco de tecidos sustentáveis está disponivel para consulta no Museu da Moda

3/10/2018

O MuMo – Museu da Moda em Belo Horizonte/MG está expondo uma Ecomarioteca com o mapeamento de 300 amostras de ecomateriais têxteis brasileiros até o final de Novembro de 2018. 

A Ecomaterioteca é um projeto inovador e único no Brasil, criado em 2016 por Gabriela Marcondes que além de idealizadora e curadora da Ecomaterioteca é professora universitária, pesquisadora e consultora em gestão socioambiental dos resíduos têxteis e pela professora Geanneti Salomon que não está mais envolvida no projeto. Hoje a parceira da Gabriela é a designer Denise Frade.

Elas são as únicas no mundo a mapear e construir um acervo de tecidos sustentáveis para consulta de estilistas, costureiras, designers e consumidores.

O objetivo é conscientizar o público que uma moda circular, feita a partir de reuso de materiais e com tecidos responsáveis e não agressivos a natureza é possível. Todas as amostras disponíveis em formato de bandeirinha para consulta são de tecidos que utilizaram materiais não virgens e/ou não agressivos ao meio ambiente na tecitura dos fios.

É possível uma moda mais consciente. Iniciativas como essasnos sinalizam que o caminho está sendo trilhado e podemos fazer diferente.

Fachado do Museu da Moda em Belo Horizonte

A visitação no MuMo é gratuita de segunda à sexta, abre sempre às 10h e fecha as 19h nas segundas e 21h nos demais dias.

Conheça mais sobre a Ecomaterioteca nessa reportagem da RedeRecord.

A Ecomaterioteca é itinerante depois do MuMo ela irá para o MINAS TREND no final de outubro e para o BEFW em novembro. Sempre que soubermos os novos passos, contaremos por aqui. Estamos na torcida para que o acervo seja disponibilizado de modo online, elas tem vontade, falta parceria. Se souber de alguém com interesse, o contato é ecomaterioteca@gmail.com.