Dica de leitura sobre artesanato? Temos: Revista URDUME

3/9/2019

Sabe aquela preguiça de final de semana que a gente acorda, pega um café e quer ficar no sofá? Para esses dias, quando você quiser deixar seu bordado, seu crochê ou tricô de lado para se aventurar em uma leitura gostosa: leia URDUME - Artes Manuais Têxteis, Expressão e Autoconsciência.

A Urdume é indicada para artesãos, mas também para pessoas que querem estar por dentro da magia do feito à mão, das tradições artesanais, dos novos modos de expressão pelo artesanato, de sustentabilidade, cultura, valorização e empoderamento.

A construção da revista é coletiva. Na linha de frente há três mulheres e um homem: Estefania Lima, Paula Melech, Nathália Abdalla e Gustavo Seraphim. Deles nasce o fio que conduz as histórias narradas nas páginas da Urdume, mas há muito mais tecedores (colaboradores) variáveis em cada edição.

“Trabalhei incessantemente, de forma artesanal, em cada parte desse projeto. Entrevistas, textos, edição, revisão, diagramação, vendas e eventos, sendo responsável por toda criação e execução.
Dei o melhor de mim, mas, como boa artesãs, estou ciente do meu papel de aprendiz. Essa é a minha primeira revista, e já me animo com a melhoria que alcançarei nas próximas. A prática faz os mestres.”
Estefania Lima, idealizadora da revista Urdume para o editorial da Urdume Edição #01.

Os conteúdos são variados, de entrevistas à matérias extremamente relevantes como a “Pode Copiar?” que fala da diferença entre inspiração, plágio e direitos do artistas. Se ao terminar sua leitura, bater uma dorzinha de saudade desses assuntos de fios, agulhas, tradição, cultura etc, a última sessão de cada Urdume é a Coluna “Dicas de Leitura” da historiadora Nayamim Moscal sempre com três indicações de livros, artigos, teses e mais sobre esse universo. Sério! É imperdível.

Matéria "Pode Copia?" da Revista Urdume, edição #02


A revista é trimestral. A assinatura é anual e a entrega é trimestral (quando você assina no terceiro trimestre, você recebe três revistas de uma vez). Também há opção de comprar edições avulsas em pontos de venda específicos em São Paulo, no Paraná, no Rio de Janeiro, no Distrito Federal, no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina, em Goiás, em Minas Gerais, na Paraíba, em Pernambuco e no Pará. Resumindo, tem muitos jeitos de conseguir um exemplar para chamar de seu e dividir com os amigos quando terminar a leitura. Afinal, a gente cresce muito compartilhando.

| Lista de Pontos de Vendas Aqui|  | Plano de Assinatura Urdume 2019 Aqui |